Mostrando a verdade para toda a categoria

Todo o processo eleitoral do SINTRICOM foi realizado dentro da legalidade, conforme o estatuto da entidade e conforme a legislação vigente. Por isso, o Ilmo. Sr. Presidente Ivam Rodrigues, todos os diretores do SINTRICOM e a Comissão Eleitoral do pleito realizado no dia 23 de abril de 2020, formada por pessoas idôneas, que realizaram a eleição de forma justa e legal.

A eleição foi feita de forma democrática. O pleito foi amplamente divulgado na sede do sindicato e no jornal OVALE, um dos maiores e principais veículos de comunicação impressa e eletrônica da região. Todo o calendário foi seguido de maneira correta e dentro da legalidade. A Comissão Eleitoral foi constituída de forma estatutária e trabalhou durante todo o processo eleitoral de maneira correta, conforme conseguimos ver por meio de imagens que constam abaixo.

Conforme constou no edital publicado, com o objetivo de que todos tomassem conhecimento, e assim ninguém pudesse alegar ignorância, o edital foi publicado em jornal de grande circulação na base territorial da entidade e mediante de aviso resumido na forma estatutária. Também foi divulgado através de afixação de aviso na sede do sindicato. A Comissão Eleitoral, com pessoas idôneas, trabalhou de maneira honrosa e democrática, respeitando o Edital, o Estatuto da entidade e a Justiça. A chapa eleita foi a chapa com o codinome Caveira – Para que nos lembre que no final todos nós somos iguais, composta pelo o Ilmo. Sr. Presidente Ivam Rodrigues e por demais candidatos a diretoria do SINTRICOM.

A eleição para a nova diretoria do SINTRICOM ocorreu no dia 23 de abril de 2020, conforme havia sido amplamente divulgado em Edital e foi coordenada e realizada pela Comissão Eleitoral. O pleito foi realizado na sede do SINTRICOM e os votos foram coletados em urnas, conforme consta no edital. Todas as atividades das eleições, como na parte da coleta de votos nas urnas, foram realizadas por integrantes da Comissão Eleitoral, pessoas idôneas que não faziam parte de chapa inscrita.

É importante destacar que os setores da construção civil, que fazem parte da representação do SINTRICOM, foram considerados setores essenciais da economia. E, por isso, nesse momento de pandemia, estão funcionando. Muitos trabalhadores estão denunciando a falta de prevenções e proteções contra o coronavírus nos locais de trabalho. Por isso, o SINTRICOM vem buscando as empresas para mudar essa situação e tem garantido medidas de prevenção e de proteção aos trabalhadores.

Por isso, a eleição do SINTRICOM seguiu todas as normas previstas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo Ministério da Saúde e pelos decretos federais, estaduais e municipais. Todos os trabalhadores que participaram da eleição utilizaram máscaras de proteção, fizeram a higiene das mãos com álcool em gel e foi verificado se havia algum trabalhador com sintomas de febre com o uso de termômetro infravermelho. Foi cumprida toda a determinação de prevenção da pandemia. O sindicato não hesitou na sua preocupação com a saúde do trabalhador.

Durante a eleição foi demonstrada toda a preocupação e importância de pandemia do coronavírus (COVID-19). Assim, a eleição mostrou como deve ser feito processo de precaução, prevenção e proteção contra o coronavírus nessa pandemia. Em nenhum momento, o sindicato se eximiu da responsabilidade sobre a saúde dos trabalhadores. O sindicato está preocupado com saúde dos seus associados. Por isso, o SINTRICOM montou todo o suporte na sede da entidade, dando condições de segurança aos trabalhadores para que eles viessem exercer o direito do voto.

Centenas de trabalhadores de diferentes empresas participaram da eleição. E a ampla maioria dos trabalhadores decidiu pela eleição da chapa Caveira – Para que nos lembre que no final todos nós somos iguais. A eleição ocorreu de maneira legal e honrosa, respeitando a democracia do voto. Prova disso, podemos claramente ver através de links e fotos, correndo o pleito com total lisura e transparência. Claramente, pudemos ver os trabalhadores exercerem o seu direito de voto, participando do pleito com proteções ao coronavírus, serviu de exemplo para que as empresas, as quais não estão dando importância a esta pandemia e que foram formalizadas sobre o acordo emergencial de trabalho contra o coronavírus, precisam respeitar a saúde dos trabalhadores e de toda a população com prevenções e proteções na pandemia.

Agradecemos e parabenizamos os trabalhadores por terem vindo participar da eleição, realizando o exercício da democracia, para a continuidade do nosso trabalho. Isso nos motiva a lutar cada vez mais pelo direito do trabalhador. Apesar de oportunistas que tentam manchar de forma caluniosa a imagem do SINTRICOM, seguimos firmes com o nosso propósito. Nos últimos anos, tivemos importantes conquistas, como os melhores reajustes salariais da categoria em todo o país, até mesmo na América Latina, e implantação de PLR na construção civil. Mais uma vez, provamos que o SINTRICOM e o trabalhador são um só. De forma que a luz da justiça se fez presente.

 

Deixe uma resposta