COMISSÃO ILEGAL DE DESEMPREGADOS É PRESA NO AMAZONAS

A polícia prendeu nesta sexta-feira (24) o grupo de desempregados que se denominava “Associação de Trabalhadores”, que enganavam e iludiam pais de família e agiam na ilegalidade com falsas práticas sindicais.

Os integrantes desse bando usavam de violência e armamento para intimidar e extorquir trabalhadores, para paralisar ilegalmente, fora do movimento de greve previsto em lei, tendo em vista que não são um sindicato legal e eleito. O único propósito desta ‘Comissão’ era roubar dinheiro de pais de família e prometer empregos que não existiam, dentro de refinarias.

Esse grupo criminoso tentou fazer suas ilegalidades em São José e Caraguatatuba, mas foram expulsos pelo SINTRICOM, sindicato que age na legalidade e representa realmente o trabalhador da Construção Civil e Mobiliário.

Assim deveria agir a Polícia, inibindo e prendendo quem realmente age criminalmente, que rouba o trabalhador e age com violência, mas sabemos que alguns soldados não entendem que o sindicato está defendendo o direito dos trabalhadores.

No plano de contato com a sociedade, a PM tem sido criticada por atuar como se estivesse numa guerra – com excessiva força e pouca capacidade de diálogo e entendimento. No plano interno, o Código Militar obriga seus integrantes a uma severa disciplina, capaz até de levar à prisão um policial que chegue atrasado ao serviço ou questione ordens de seus superiores. Há na base da PM um grande contingente que também se ressente por não ter direito de organização e greve.

Deixe uma resposta