ATENTADO CONTRA A VIDA DO TRABALHADOR: REVAP APÓIA ESSE ABSURDO – Sintricom – Site de desenvolvimento

ATENTADO CONTRA A VIDA DO TRABALHADOR: REVAP APÓIA ESSE ABSURDO


Não reconhecemos esta postura da Petrobrás em aceitar uma empresa de tamanha imprudência como a MANSERV, que em 2012 saiu dessa mesma área sob circunstâncias de um acidente que veio matar um pai de família, fora outros acidentes ocorridos pela mesma empresa, que até neste momento alguns trabalhadores sofrem com sequelas.
Agora essa mesma empresa está de volta nesta unidade, fazendo com que o trabalhador se sinta coagido em aceitar uma imposição da mesma, sem que o trabalhador possa ter a garantia do acordo firmado em 2018 com as demais empresas que atuam nesse mesmo contrato, aonde essa empresa utilizará essa mão de obra. O que é dito em teoria não corresponde com o que é praticado na parte de segurança.

Aqueles que realmente prezam pela segurança e mantém essa empresa de capital misto, além de contribuir com os impostos que todos nós trabalhadores pagamos para manter não somente esta unidade, mas também todas as unidades do país, tiram nossas condições básicas de sobrevivência, juntamente por falta de responsabilidade e ainda sentem-se no direito em levar nossas vidas, nos colocando sob riscos iminentes. O Sindicato não aceitará esse abuso contra nossa categoria. Já em primeira mão, comunicamos a ouvidoria para imediatamente acabar com tamanho abuso, no prazo emergencial de no máximo 24 horas.
Se não respeitar o prazo, iremos recorrer ao Ministério Público e aos orgãos competentes. Em meio a tanta corrupção, não existe explicação para que a direção da Revap aceite que esses fatos ocorram.

Finalizamos nossa campanha salarial com muito custo e dificuldade diante dos absurdos propostos pelas empresas, colocando muita dificuldade na mesa de negociação em nossa data base, arrancamos o melhor acordo do Brasil em união com os trabalhadores. Agora, não aceitaremos uma redução em todo piso salarial desses trabalhadores, em média de 30% a 40%, após sairmos vitoriosos de mais uma batalha contra aqueles que querem escravizar toda a categoria, ainda não contentes, tentando tirar todos os benefícios conquistados com muito esforço e dedicação do sindicato ao qual realmente prova que representa o trabalhador de fato e verdade.
A empresa que está assumindo esse novo contrato tem por obrigação respeitar o acordo firmado com 14 empresas dentro da área da Revap. Ela não pode chegar e simplesmente achar que pode mudar toda uma conquista de muitos anos de luta que iniciou-se em 2007 com as obras de ampliação e modernização desta planta. Exigimos que a Revap tome posicionamento e que resolva as pendências desta situação.

As empresas que assinaram o acordo não tiveram o devido respeito da mesma forma que a Manserv vem tendo por essa gerencia o qual o acordo foi feito mediante uma situação muito desfavorável aos trabalhadores por ter parâmetros de determinadas refinarias que não conseguiram conquistar o que o trabalhador merece. A gerencia da Petrobrás traz uma condição de pleno desrespeito a todos que fizeram parte desta negociação, até mesmo as empresas que nos esforçamos muito para que entendessem a real necessidade básica do trabalhador. Não entendemos porque e qual as vantagens que essa gerencia da Revap vê vantagens em ser conivente com esta determinada empresa a qual vem roubando todos os trabalhadores e desrespeitando toda uma negociação que foi feita e finalizada com perfeição.

 

Deixe uma resposta